set 2, 2017
30 Vistas

ESPÉCIE DE HOMINÍDEO FANTASMA

Escrito por

Uma pesquisa científica encontrou na saliva humana o indício de uma espécie de hominídeo desconhecido, que foi chamado de “fantasma”, devido à ausência de qualquer resto fóssil que permita identificá-lo. Segundo os cientistas, essa espécie teria fornecido material genético aos antepassados dos habitantes da África subsariana.

A descoberta inovadora se soma a um número crescente de evidências, que sugerem que as relações sexuais entre diferentes espécies de hominídeos durante o curso da evolução humana não tenham sido um fato isolado e muito menos extraordinário.

Estudos prévios já haviam estabelecido que os antepassados do homem moderno teriam cruzado com outras espécies de hominídeos primitivos, incluindo neandertais e denisovanos, nos territórios atuais da Ásia e da Europa.

“Parece que o intercruzamento entre as diferentes espécies de hominídeos primitivos não é a exceção, mas a regra”, afirmou Omer Gokcumen, professor da Universidade de Buffalo, nos Estados Unidos.

O cientista explicou que “a pesquisa traçou a evolução de uma proteína importante chamada mucina MUC7, que foi encontrada na saliva”. “Quando observamos a história do gene que codifica essa proteína, detectamos a marca de uma mistura arcaica nas populações africanas subsarianas modernas”, concluiu Gokcumen.

Categorias do artigo:
Arqueologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *