ago 25, 2017
10 Vistas

PROVADA A EXISTÊNCIA DE ONDAS GRAVITACIONAIS

Escrito por

Cem anos depois de previstas por Albert Einstein, as ondas gravitacionais foram, enfim, detectadas. Em fevereiro deste ano, cientistas anunciaram que conseguiram, pela primeira vez, captar essas minúsculas ondulações no espaço-tempo – aquilo que os físicos descrevem metaforicamente como o tecido do universo, o ambiente dinâmico onde todos os acontecimentos transcorrem –, a única parte da Teoria da Relatividade Geral que ainda não havia sido comprovada pela ciência. A confirmação do fenômeno é uma conquista histórica, buscada há anos pelos pesquisadores.

Para detectar diretamente essas ondas, foi necessária uma colaboração de mais de 1.000 cientistas em universidades espalhadas pelos Estados Unidos e em outros 14 países – incluindo o Brasil. Os detectores, com braços em forma de “L” de cerca de quatro quilômetros de extensão, foram feitos para captar oscilações muito mais sutis que a luz – eles poderiam registrar distorções viajando no espaço com o tamanho de um milésimo do diâmetro de um núcleo atômico.

Einstein previu que os objetos que se movimentam no Universo produzem ondulações no espaço-tempo e que estas se propagam pelo espaço. As ondas gravitacionais seriam essas distorções mínimas no campo gravitacional do Universo que transportam energia, uma espécie de “eco” dos eventos cósmicos. Para os especialistas, a detecção das ondas abre um tipo de “janela” para enxergar o univerno, inaugurando uma nova foram de fazer astronomia.

Categorias do artigo:
Astronomia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *