ago 25, 2017
12 Vistas

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL APRENDE A SE PROGRAMAR ROUBANDO CÓDIGOS DE OUTROS PROGRAMAS

Escrito por

Inteligência artificial aprende a programar a si mesma roubando código de outros programas:
Criado por pesquisadores da Microsoft e da Universidade de Cambridge, o sistema, chamado DeepCoder, resolveu desafios básicos do tipo usado em concursos de programação. Este tipo de abordagem poderia tornar muito mais fácil para que pessoas possam construir programas simples sem saber programação.

Tudo isso torna o sistema muito mais rápido do que seus antecessores. O DeepCoder criou programas de trabalho em frações de segundo, enquanto sistemas mais antigos levam minutos para testar várias combinações diferentes de linhas de código antes de reunir algo que possa funcionar. E como a IA aprende quais combinações de código-fonte funcionam e quais não funcionam conforme vai avançando, ela melhora cada vez que se depara um novo problema.

Aplicações futuras

Esta tecnologia poderia ter muitas aplicações. Em 2015, os pesquisadores do MIT criaram um programa que corrigia automaticamente bugs de software substituindo linhas defeituosas de código por linhas de outros programas que estavam funcionando perfeitamente. Brockschmidt diz que as versões futuras poderiam tornar muito fácil a construção de programas de rotina que colhem informações de sites ou classificam automaticamente as fotos do Facebook, por exemplo, sem que os programadores humanos precisem levantar um dedo

“O potencial de automação que esse tipo de tecnologia oferece pode realmente significar uma enorme redução na quantidade de esforço que leva para desenvolver códigos”, afirma Solar-Lezama. No entanto, ele não acha que esses sistemas vão colocar os empregos dos programadores em risco. Com a síntese de programas automatizando algumas das partes mais tediosas da programação, ele acredita que os programadores poderão dedicar seu tempo a um trabalho mais sofisticado.

Em apenas três dias, inteligência artificial resolve um mistério da biologia

No momento, o DeepCoder só consegue resolver desafios de programação que envolvem cerca de cinco linhas de código. Porém, algumas linhas são tudo o que é necessário para alguns programas bastante complicados.
“Gerar um grande pedaço de código de uma só vez é difícil e potencialmente irreal”, aponta Solar-Lezama. “Mas grandes pedaços de código são construídos por unindo muitos pedacinhos de código”. [New Scientist]

Categorias do artigo:
Tecnologia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *